O sucesso do ministério do acampamento em alcançar a juventude com a Palavra de Deus inspirou outros a expandirem o seu alcance. Em 1972, doisjovens da cidade de Curitiba, Homero Amaral Cidade e José Carçps (Zeca) Egg, queriam um acampamento cristão perto de sua cidade. Convidaram George Theis, que nessa época dirigia o ministério de Clubes Bíblicos, para vir e ajudar a começar o acampamento. Conseguiram o uso do Lar Lapeano perto da cidade da Lapa por uma semana, e alguns membros da equipe em São Paulo foram até lá para ajudar a dirigir o programa.

Entre os que foram estava um jovem seminarista chamado Valentim Jarske, que depois se tornou o diretor do ministério Palavra da Vida no Paraná.Mais uma vez Deus abençoou e muitos que participaram do acampamento tomaram decisões para servir ao Senhor por toda vida por onde quer que Ele mandasse.

Durante Alguns anos Valentim alugou o Instituto Cristão na cidade de Castro e mais tarde o acampamento da Igreja Manonita em Araucária, Paraná, para as temporadas de acampamento. Não havia dúvida em seus corações sobrea importância desse ministério. Cada vez, mais jovens se inscreviam para participar de uma semana de acampamento. O que precisavam era de um local permanente que pudesse ser desenvolvido de melhor maneira para o trabalho de acampamento.

Valentim, Homero e Zeca, juntos com outros, procuravam por toda parte um terreno adequado, perto de Curitiba. Finalmente encontraram um local perto da Lapa. Entraram num acordo com o dono sobre o preço do terreno e uma data foi estabelecida para o pagamento da entrada e para a assinatura dos documentos. Porém, quando o dia chegou, ainda não havia dinheiro para completar o pagamento e parecia que a compra não iria acontecer.

Mas Deus tem a sua maneira de fazer as coisas,. Já que Haroaldo era diretor da Palavrada Vida Brasil, sua assinatura era necessária na documentação. Mas o seu nome não tinha sido escrito corretamente na propostade venda e o tabelião exigiu que os documentos fossem preparados outra vez. Este ato deu a Valentim mais 15 dias para conseguir arrecadar mais fundo e finalmente o negócio foi fechado.

Era agora 1978. Palavra da Vida Paraná tinha um terreno com nada nele a não ser lindas araucárias. Um amigo doou um prédio pré-frabricado usado, que foi transportado ao local e reformado rapidamente para servir de refeitório e cozinha.

Uma casinha de boneca também foi doada e trazida ao local. Apesar do seu pequeno tamanho de dois por três metros, essa casinha serviu de dormitório para até sete pessoas durante o primeiro ano. Alojamentos tipo chalés, feitos de madeira, poderiam ser contruídos rapidamente e dariam ao acampamento um charme único. O Sr Paulo Osis veio oferecer o seu serviço para construílos. Uma represa no pequeno rio que atravessava o acampamento criaria uma lago que poderia ser usado para nadar e para passeios de barco. na ampla área plana do terreno poderia ser feitoum campo de futebol e uma quadra de vôlei.

Quando o acampamento abriu suas portas, em julho de 1979, os alojamentos ainda não estavam prontos e barracas foram emprestadas do exército para acomodar os acampantes. Não havia eletricidade, e lamparinas a gás foram usadasprovidenciar luz à noite. os equipantes dormiram no chão da cozinha por falta de espaço. Aquela primeira semana foi um começo difícil. Os invernos de Curitiba podem ser muito desagradáveis.

As temperaturas caíram abaixo de zero, e uma garoa constante fez o acampar um ser um desafío para sobrevivência em vez de uma semana de esportes e lazer. Mas quando o diretor do acampamento fez a sugestão de que talvez fosse melhor fechar o acampamento e mandar todos para casa, os acampantes responderam com um firme: “Não mesmo! Vamos ficar aqui!”.

Comida não faltava e a criativa juventude brasileira inventou outras maneiras para curtir sua semana no acampamento. Valentim tinha a pouco se casado com Priscilla, também uma seminarista, e ela, junto com Alba, esposa de Homero, deram apoio total e encorajamento aos seus maridos, preparando as refeições, lavando a louça, dando aulas bíblicas às crianças, ajudando de todas as formas possíveis para fazer do programa do sucesso.

Os estudos bíblicos ensinavam aos acampantes que a verdadeira felicidade não dependia de circunstâncias, mas de um relacionamento certo com Deus através de seu Filho Jesus Cristo. A temporada de inverno terminou com louvores, gratidão e a expectativa da temporada de verão. Palavra da Vida número três tinha sobrevivido suas dores de parto e estava a caminho de ser mais um local lindo, onde poderiam encontrar-se com Deus e descobrir as alegrias de viver uma vida realmente cristã.

A cada ano melhoras foram feitas no acampamento: uma área nova de esportes, um espaçoso refeitório novo, alojamentos confortáveis, gramados cercados por lindas flores, alojamentos para a equipe, energia elétrica e fornecimento de água potável.

Valentim foi, mais tarde, tranferido para São Paulo e a liderança do ministério no Paraná foi renovada várias vezes, primeiro ficando com Johnny Reimer e depois com Ricardo Sant’Ana. Cada um contribuiu de uma forma significativa para o acampamento. Hoje, Palavra da Vida Paraná, dirigida por Stephen(Petie) Peterson Jr., continua sendo um instrumento nas mãos de Deus para levar boas novas, o perdão e a salvação a centenas de jovens a cada ano.

This template supports the sidebar's widgets. Add one or use Full Width layout.

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com